3 coisas que você precisa saber hoje sobre como administrar um restaurante, e potencializar a LUCRATIVIDADE do seu negócio!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Você está procurando a receita de sucesso de como administrar um restaurante? Aqui estão os três principais ingredientes para, não apenas, você aprender a como administrar um restaurante, mas também como administrar um restaurante lucrativo e muito rentável! Confira…

Muitos empreendedores do ramo gastronômico sonham em abrir um restaurante badalado, que caia no gosto e na preferência de seus potenciais clientes. Mas, o que aprendemos, após muitos anos trabalhando nos bastidores de vários estabelecimentos de alimentos e bebidas como contadores e parceiros de negócios de seus proprietários, é que é preciso mais do que ambição e vontade para então, ter sucesso. Requer muito trabalho sério, planejamento estruturado e  habilidades de liderança para se administrar assim, um restaurante lucrativo e muito rentável. 

O setor alimentício representou 9,6% do PIB do Brasil em 2018, segundo a ABIA (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos). Apesar de todas as dificuldades econômicas, o mercado segue aquecido e chama a atenção assim, de vários empreendedores.

No entanto, ter um restaurante de sucesso não é tarefa fácil, como já salientamos acima — é preciso realizar a gestão de pessoas, organizar as finanças, organizar o estoque, criar estratégias para atrair mais clientes, planejar a carga tributária, entre outras questões.Desse modo, neste artigo, separamos três dicas úteis sobre como administrar um restaurante. Vamos lá? Boa leitura! 

Confira Nossas Especialidades - Escritório de Contabilidade em São Paulo | Revicont Contabilidade

1. Faça um planejamento tributário

Um dos maiores desafio de administrar um restaurante no Brasil é a alta carga tributária. Pagar impostos indevidos ou deixar de recolher os tributos apurados pode causar desse modo, uma série de problemas para o negócio e comprometer o fluxo de caixa

Felizmente, existe uma maneira de organizar o pagamento de tributos e analisar assim, se existem brechas legais para reduzir a quantidade de impostos pagos, é o que chamamos de planejamento tributário para restaurantes. Para isso, o primeiro passo é detalhar quais são os impostos incidentes sobre o estabelecimento e analisar assim, a legislação que os regulamenta. 

Depois, com base no porte, situação econômica e regime tributário da empresa, verificar quais estratégias podem ser adotadas para diminuir o volume de tributos ou até mesmo conseguir a isenção deles. O procedimento exige conhecimentos técnicos e deve ser realizado com a ajuda de um contador. 

2. Invista em criar um ambiente agradável

O ambiente é um ponto primordial para atrair e fidelizar consumidores — portanto, deve ser uma estratégia considerada por quem quer administrar um restaurante. Afinal, ninguém quer comer ou ficar por muito tempo em um lugar onde não se sinta bem acolhido. Além de ser um ambiente para fazer refeições, o restaurante é um ponto de encontro de entre amigos, pode ser usado para reuniões de trabalho, entre casais, famílias etc. 

Sendo assim, é válido criar soluções para o espaço que consigam tornar esses momentos mais agradáveis. Para alinhar a decoração e a estrutura ao que o público precisa e espera do restaurante, é necessário analisar quem é esse público, qual é a personalidade da empresa. Existem restaurantes mais despojados, outros são mais luxuosos, alguns são voltados para famílias, outros para o público jovem, entre outras situações.

Após a definição, é preciso pensar o que é possível fazer para deixar essas pessoas mais confortáveis no ambiente, qual é a decoração mais alinhada com esse perfil. Também existem características que devem ser observadas seja qual for o tipo de restaurante, como:

  • higiene do estabelecimento (incluindo a fachada, banheiros);
  • climatização do espaço (ninguém gosta de ficar muito tempo em um lugar quente ou frio demais);
  • distância entre as mesas (todos precisam conseguir sentar e levantar confortavelmente).  

3. Acompanhe a concorrência 

O estudo de concorrentes muitas vezes é visto como algo negativo. Entretanto, é essencial para administrar um restaurante verificar o que está sendo produzido pelos concorrentes. Essa é uma forma de aprimorar os serviços oferecidos na empresa. Isso não significa copiar ou tentar fazer parecido com eles, a ideia é entender o que está sendo feito, identificar as falhas e necessidades do mercado, e trabalhar para criar os seus próprios diferenciais. 

Essa análise costuma ser feita na abertura do negócio, mas é interessante que aconteça periodicamente. Afinal de contas, aprimorar os serviços e a experiência do cliente no estabelecimento é imprescindível. 

Conclusão

Um bom serviço começa com uma verdadeira paixão pelos negócios. Não pode ser apenas sobre o dinheiro. Para nós e nossos clientes, um dono de restaurante tem que ser realmente apaixonado por um conceito gastronômico e pela localização que deseja empreender. É preciso estar realmente entusiasmado com isso, além da recompensa financeira potencial no final.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a entender como administrar um restaurante. Como vimos, existem muitos aspectos que precisam ser avaliados e atividades para serem executadas. É importante não tentar fazer tudo sozinho e contratar bons profissionais especializados que possam te apoiar na administração do seu empreendimento.  

Quer ajuda com contabilidade do seu restaurante para que sua gestão seja realmente um sucesso? Entre em contato

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aqui você terá dicas incríveis sobre: contabilidade, finanças, planejamento tributária e empreendedorismo, além de ótimos conteúdos motivacionais. Cadastre-se agora!
Recomendado
A legislação tributária no Brasil é extensa e complexa. Além…
Open chat