Capital de Giro para ONG – O que é e como gerir?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Dívidas? Risque Da Lista! Entenda Como Garantir O Saldo Positivo Da Sua ONG, Com Uma Boa Gestão Do Capital De Giro

Dê adeus à inadimplência – mesmo em período de crise – com o auxílio de uma gestão plena do seu capital de giro!

Um dos maiores erros que os gestores de ONGs podem cometer é a – mesmo que prévia – desatenção ao seu financeiro.

Embora o objetivo central de uma ONG esteja longe desses números em si – uma vez que não são destinadas à obtenção de lucro – é muito difícil sustentar uma causa, sem o devido aporte financeiro para isso.

Desse modo, cuidar das suas finanças e, mais precisamente, do seu capital de giro se torna essencial, caso a sua intenção seja manter a sua causa ativa, enfrentando as crises e demais obstáculos que surjam.

Sendo assim, no artigo de hoje, nós, da Revicont Contabilidade para Terceiro Setor, iremos te mostrar como você pode organizar o seu capital de giro e, assim, garantir o saldo positivo do seu caixa – afinal, nós sabemos o valor dessa conquista dentro de uma empresa do terceiro setor.

Portanto, para riscar mais essa preocupação da sua lista, continue conosco!
1582741984 Vamos Te Contar Todo Os Segredos Para Que Voce Capte Recursos Para Sua Ong Gif - Escritório de Contabilidade em São Paulo | Revicont Contabilidade

O que é Capital de Giro?

De maneira prática, capital de giro é todo o dinheiro que você tem em caixa para o cumprimento de suas obrigações financeiras. Como o próprio nome sugestiona, é o dinheiro que circula pelo negócio – fica girando.

Dessa forma, podemos definir o seu capital de giro líquido, como:

Capital de Giro Líquido (CGL) = Ativo Circulante – Passivo Circulante

Onde:

  • Ativo Circulante: Representa todas as receitas em caixa da sua ONG, como dinheiro em conta, rendimentos de aplicações financeiras, contas a receber, entre outras.
  • Passivo Circulante: Representa todas as despesas do seu caixa, como fornecedores, contas a pagar, empréstimos, entre outras.

A análise do CGL deve ser feita com base em um período de apuração, podendo ser ele: anual, mensal ou semanal.

O erro que muitos gestores de ONG cometem ao gerenciar o seu capital de giro – e que você não pode se dar ao luxo de cometer, ainda mais agora!

O discurso de que o momento atual não é bom para as empresas – independente do seu setor – já se tornou batido, contudo, ainda é preciso!

Sendo assim, um erro que muito gestores de ONG vêm cometendo, e que pode ser muito grave para as suas finanças, é uma ação muito simples, mas que, infelizmente, não é cumprida, que é:

A falta de acompanhamento e registro do fluxo de caixa!

Sim, nós sabemos que o assunto central desta publicação é o capital de giro para ONG, no entanto é impossível falar dele – e de sua boa gestão – sem citar o fluxo de caixa e como o seu acompanhamento e registro diário das movimentações financeiras é crucial para a sobrevivência da sua empresa do terceiro setor.

Somente por meio de um pleno acompanhamento do seu fluxo de caixa e um registro diário das suas movimentações financeiras é possível trabalhar com um fluxo de caixa projetado e, dessa forma, garantir que suas ações financeiras futuras sejam previstas, planejadas, negociadas e até mesmo renegociadas!

Assim, o capital de giro da sua ONG se mantém positivo e você garante menos uma preocupação para a sua gestão.

“Esse cenário é lindo, mas como garantir o registro diário das minhas movimentações financeiras e o planejamento do meu fluxo de caixa projetado?”

Para essa questão te damos duas soluções:

         1.Monte uma planilha de fluxo de caixa, e acompanhe o desenvolvimento do seu financeiro dia após dia.

Acesse esta página para baixar a nossa planilha de fluxo de caixa: Como Fazer Dos Custos Estratégias Para Superar A Crise

          2. Conte com o auxílio de profissionais contábeis especializados em ONGs e empresas do Terceiro Setor e, muito além da gestão financeira da sua organização, garanta a isenção dos seus impostos e demais benefícios que somente uma contabilidade especializada pode te oferecer.

Acesse esta página para entrar em contato com um especialista em contabilidade para ONG: Contabilidade para Terceiro Setor.

QUERO OBTER SUCESSO EM MINHA ONG!

Summary
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aqui você terá dicas incríveis sobre: contabilidade, finanças, planejamento tributária e empreendedorismo, além de ótimos conteúdos motivacionais. Cadastre-se agora!
Recomendado
A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (22), em votação…
Open chat