CONCEITOS BÁSICOS DE FATURAMENTO

 

RECEITA: É o conjunto dos rendimentos de uma empresa.
São com as receitas que a empresa irá arcar com a manutenção do negócio, ou seja pagar as contas de aluguel, água, luz, telefone, compras, folha de pagamento, impostos, Pró labore dos sócios, etc. é sobre elas que incidem alguns impostos.

Quando as despesas são maiores que as receitas podemos chegar as seguintes conclusões:

  1. A empresa está sonegando - neste caso há multa de 100% sobre o valor omitido;
  2. A empresa tem empréstimos junto às instituições financeiras de onde vem o numerário para pagamento das despesas; devendo apresentar os contratos desses empréstimos;
  3. 3. Os sócios vem emprestando dinheiro à empresa, estes, os sócios, também deverão manter contratos de mútuo e deverá estar lançado na Declaração de Imposto de Renda de cada sócio o valor emprestado.

Quando os sócios emprestam numerário para a empresa, devem ter origem desse dinheiro.

PRÓ LABORE: É o salário dos sócios; ou seja é com esse valor que ele irá pagar suas despesas pessoais como água, luz, telefone; aluguel; prestação do carro, do apartamento, etc., não podendo se misturar com as despesas da empresa. Quando o valor é superior a R$ 1.058,00 deverá ser pago o IRRF.

LUCROS: É a diferença entre Receitas X Despesas, e pode ser distribuído aos sócios sem tributação de Imposto de Renda.

É com o Pró Labore e os Lucros, que os empresários, excetuando os que tem outra fonte de renda, justificam sua variação Patrimonial na Declaração de Imposto de Renda
Alguns empresários têm passado por dificuldades no momento de obter crédito pessoal junto a instituições financeiras, administradoras de consórcio, etc., por necessitarem de um documento chamado DECORE - Declaração Comprobatória de Rendimentos o qual não conseguem pelo fato das receitas da empresa estarem com valores muitas vezes mínimos.

Revicont - Contabilidade